Capa Principal

Guia de Bairros

Campo Grande

O Campo Grande é um distrito da zona sul de São Paulo que integra a subprefeitura de Santo Amaro. Tem uma população até maior que o vizinho mais famoso: são 100.173 moradores contra 71.560 habitantes.

O Campo Grande é um distrito da zona sul de São Paulo que integra a subprefeitura de Santo Amaro. Tem uma população até maior que o vizinho mais famoso: são 100.173 moradores contra 71.560 habitantes. Segundo dados do INFOCIDADE da Prefeitura de São Paulo, seus 12,95 km² abrigam 50 bairros, uma das maiores concentrações urbanas da cidade. A exemplo de outras regiões, o bairro surgiu a partir dos loteamentos da Companhia City, empresa imobiliária que contribuiu com projetos de urbanização de várias áreas de São Paulo ao longo do século 20. 

A incorporadora batizou o imenso descampado praticamente desabitado próximo ao Rio Pinheiros e a represa Billings de Campo Grande. Em 1953, apresentou à Prefeitura o projeto de urbanização do distrito. No ano seguinte, iniciou-se o loteamento residencial. A ideia da companhia era que a região fosse ocupada por moradores de classe média e alta, como era o padrão de seu público. 

Porém, o bairro “se rebelou” e acabou tomando outro rumo. Em vez de mansões e condomínio sofisticados, chegaram por lá fábricas e galpões industriais. Grandes conglomerados como Avon (cosméticos) e Valeo (componentes automotivos) ainda mantêm unidades de produção na área.  Além disso, ocupações irregulares, sobretudo às margens do Pinheiros, começaram a pipocar por ali. 

Mas a partir dos anos 1990, começou a mudança de perfil do bairro. Algumas indústrias deram lugar a novos empreendimentos do setor de serviços, caso do Shopping SP Market, por exemplo. Ao mesmo tempo, houve a valorização da sub-região conhecida como Jardim Marajoara, localizada nos arredores do Corredor Norte-Sul. Seguindo os planos originais da Companhia City, começaram a surgir ali edifícios e condomínios de alto padrão. O Campo Grande também é passagem obrigatória para quem vai ao Autódromo de Interlagos, a casa da Fórmula 1 e dos mega festivais em São Paulo. 

Mobilidade

O Campo Grande é servido por diversas linhas de ônibus municipais e intermunicipais, que ligam o bairro a outras regiões de São Paulo e a cidades vizinhas. O bairro tem transporte ferroviário na Estação Jurubatuba da Linha 9-Esmeralda, administrada pelo consórcio Via Mobilidade. O ramal faz conexão com o Metrô nas linhas 5-Lilás na estação Santo Amaro, também gerida pela Via Mobilidade, e Pinheiros da 4-Amarela, do consórcio Via Quatro.

Educação

O distrito de Campo Grande possui uma ampla gama de instituições de ensino. Entre os colégios particulares de ensino infantil, destaque para o Alicerce, da Rede Anglo de Ensino; o Brasil Objetivo; o Magister; que oferece programa internacional em parceria com ASI – Advantages School International, com diploma certificado no Estados Unidos; o tradicional católico Santa Maria, administrado pela congregação Irmãs da Santa Cruz, o Colégio Gerar, Colégio Interarte e a unidade Campo Grande da rede de Educação Adventista.  Na vizinha Interlagos, está o tradicionalíssimo Humboldt, referência internacional em ensino alemão no Brasil. Entre as escolas públicas da região estão as municipais Prof. Laerte Ramos de Carvalho e João Gualberto do Amaral Carvalho a estadual Ibrahim Nobre.

A principal instituição de ensino superior da região é o mega Centro Universitário Senac Santo Amaro, na sub-região de Jurubatuba. O campus é aberto à comunidade e a instituição de ensino tem cursos de graduação, pós-graduação e extensão. Entre eles, destaque para o de Gastronomia, que formou diversos chefs e profissionais que hoje brilham nas cozinhas paulistanas e até do exterior.

Saúde

Na área da saúde pública, os moradores têm à disposição atendimento na UBS Campo Grande e dois grandes hospitais: o estadual Hospital Regional Sul (HRS) e o Hospital Geral de Pedreira (HGP). Este último também é estadual, mas tem a gestão realizada pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), associação civil fundada por médicos e gestores do Hospital São Paulo, unidade-escola da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP).

Principal complexo hospitalar da região, o HGP foi inaugurado em 1998. Em seus mais de 22 mil m² de área construída, oferece pronto-socorro 24 horas, sete salas de cirurgia e 289 leitos de enfermaria adulto e pediátrica, além de maternidade, UTI adulto, pediátrica e neonatal. No total, são mais de 1.300 colaboradores – 338 médicos e 657 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, entre outros profissionais. Conta ainda com um banco de leite e de sangue.

O distrito também abriga as Unidades Básicas de Saúde (UBS) Campo Grande e Vila Arriete- Décio Pacheco Pedroso. Elas oferecem serviços que englobam a atenção primária, além de consultas médicas, oficinas de planejamento familiar, grupos educativos e de atividades físicas, orientação sobre alimentação saudável e outros. Os atendimentos são agendados para acompanhamentos de doenças crônicas, puericultura, pré-natal, saúde da mulher e do homem, atendimento à pessoa idosa, além de vacinação em geral.

O maior hospital  privado do bairro é o Vidas. São duas unidades do grupo: a de alta complexidade, que agrega pronto socorro, hospital com 50 leitos e centro cirúrgico com três salas de procedimento e a Maternidade, com 25 leitos, centro cirúrgico com quatro salas, sendo três obstétricas e uma para preparo de parto. 

No bairro há também uma unidade do Hospital CEMA, centro especializado em atendimento oftalmológico e otorrinolarinologia, além de especialidades complementares como distúrbio temporomandibular, fonoaudiologia, medicina do sono e ortodontia. Porém, o CEMA Interlagos não realiza cirurgias e procedimentos de alta complexidade. 

Lazer

O distrito conta com poucas áreas verdes. Uma delas é o Parque Sete Campos. Inaugurado em 2010, o equipamento foi construído em uma área aterrada da Represa Billings. Possui vegetação formada por gramado com arborização esparsa e vegetação que cresceu nos taludes dos córregos do parque. Os destaques da flora são o anil, assa-peixe, figueira-benjamim, girassol-mexicano, ipê-de-el-salvador, jerivá, leucena, mangueira e tipuana. Já foram catalogadas 41 espécies de animais. 

A principal atração local para criançada é o Parque da Mônica. Localizado no Shopping SP Market, é o maior complexo de entretenimento infantil coberto da América Latina. São 12 mil m² de atrações que recriam o universo encantador das histórias e personagens concebidos pelo cartunista Mauricio de Sousa. A criançada se diverte em brinquedos como a Montanha Russa do Astronauta, Horacic Park, Missão Fundo do Mar, Piscina de Bolinhas do Cascão, Casa da Mônica, Brinquedão do Chico Bento, Cebolinhas e a Cozinha da Magali. 

A região abriga também um dos maiores complexos religiosos do País. Trata-se do Santuário Theotokos Mãe de Deus. Idealizado pelo midiático padre Marcelo Rossi, o templo foi construído em uma área de 30 mil m² que antes foi ocupada por uma cervejaria. Inaugurado em 2012, o santuário próximo à Marginal do Rio Pinheiros tem capacidade para receber até 100 mil fieis, que frequentam o espaço para acompanhar as missas e celebrações comandadas pelo sacerdote pop.

Para quem vai às compras, o bairro oferece dois grandes shoppings centers. Inaugurado em 1994, o SP Market tem 250 lojas espalhadas por seus 173,4 mil m². Na área de alimentação, há grifes gastronômicas como Outback, Madero, Pecorino, Coco Bambu e Paris 6. O complexo dispõe de 11 salas de cinema stadium com tecnologia XD da rede multiplex Cinemark. Todos os meses, cerca de um milhão de pessoas passam pelo empreendimento. 

Ainda maior que o concorrente, o Complexo Comercial Interlagos apresenta o  Shopping Center, Interlar (artigos para casa e decoração), Hipermercado Carrefour, Leroy Merlin (primeira loja do país), Hotel Ibis e a megaloja de produtos Pet Cobasi. Para entretenimento, o centro de compras oferece ainda 10 salas de cinema multiplex da rede Cinemark, Playland e 20 pistas de boliche Bolix, sendo quatro adaptadas para atender o público infantil.

Gastronomia

Fora do mainstream gastronômico de São Paulo, Campo Grande oferece algumas opções de bares e restaurantes que valem a visita. O mais curioso deles é Magia e Bruxaria. Ali o cenário chama até mais atenção do que a comida. A casa temática com 1,5 mil m² tem decoração inspirada no mundo mágico do bruxo Harry Potter, personagem criado pela escritora britânica  J.K Rowling. Crianças e adultos fazem suas refeições entre shows de mágica e réplicas dos personagens da franquia, como aranha Aragogue e o carro usado por Rony Weasley no terceiro filme da série. O ingresso custa R$ 145 e a refeição incluída traz entrada, prato principal e sobremesa que precisam ser consumidos em até duas horas, tempo máximo permitido de permanência no “castelo”. Entre as opções do cardápio, baguete de linguiça e escondidinho de carne seca.  

Mas para quem busca mais comida do que magia, a dica é o Aquarius Sabará Bar. Com cardápio assinado por Damião Ventura Cintra, o Chef Ventura, figurinha carimbada nos programas de TV do chef Edu Guedes, o restobar apresenta um cardápio com várias opções entre entradas e pratos principais. Para começar, a pedida é a porção de croquete de carne seca com requeijão. Na sequência, peça picanha com aligot ou filé de salmão com molho de maracujá. Aos domingos, a casa costuma lotar, pois é o dia do esperado Festival da Costela.      

Com uma ampla área externa, o Kombuca Bar é o típico estabelecimento misto. Além de bar, a casa que funciona no terreno de um lava-rápido tem uma agenda com shows de música ao vivo e rodas de samba. Outra atração são os telões, onde são exibidos jogos dos mais diversos campeonatos de futebol e outros esportes. Com o amplo espaço, o estabelecimento recebe até festas de casamento. Do balcão saem drinques como Grape G & T (gim, água tônica e uvas espremidas) e coquetéis tradicionais como negroni, dry martini e daiquiri. 

Para a turma da fartura e do espeto corrido, a dica é a Nonnas Paola. Tradicional na região, a casa serve mais de 100 opções entre carnes, peixes, guarnições, entradas e sobremesas. Além dos mais variados cortes bovinos, caprinos e suínos, o buffet oferece paella e comida japonesa. Com uma variedade grande de massas e saladas, atende até mesmo aqueles que vão a uma churrascaria para não comer carne.  

Pet

No vizinho bairro de Jurubatuba está localizada a unidade Sul da rede de hospitais veterinários municipais. A prioridade de atendimento é para a população de baixa renda beneficiada por programas sociais. Mas todo cidadão pode acessar o serviço. Os procedimentos são realizados conforme disponibilidade de vaga e priorização dos casos de Urgência e Emergência. Os hospitais oferecem consultas, cirurgias, exames laboratoriais e internação. No total são sete especialidades: oftalmologia, cardiologia, endocrinologia, neurologia, oncologia, ortopedia e odontologia. Todos gratuítos. 

O distrito tem praças públicas equipadas com os chamados “parcães”, áreas delimitadas nesses espaços onde você pode levar seu pet para brincar sem a necessidade de  guias e coleiras; São elas as praças Cecília Apolinário Trapiá, Oscar Jorge Maluf, Horácio Bortz, Nova Olinda, José Auriemo, canteiro da rua Professor Leal Ferreira, Zavuvus, Júlio da Costa Leal, Pierre Lotti

O Campo Grande tem alguns estabelecimentos pet friendly. Um deles é Vila Paulistania. O bar dispõe de uma carta com uma grande oferta de cervejas gourmet e artesanais dos mais variados estilos e tipos. De olho na grande colônia alemã que habita a região de Brooklin e Santo Amaro, realiza grandes eventos temáticos como a Oktoberfest, festa nascida em Munique e que se espalhou pelo mundo, e Beer Fest.

Na área de serviços para pets, a região conta uma grande unidade da rede Cobasi no Complexo do shopping Interlagos. São milhares de itens à disposição do seu “cãompanheiro”. Na loja, há também serviços de banho e tosa e clínica veterinária oferecidos por profissionais parceiros da Pet Anjo ou SPet. Para utilizá-los, é necessário agendamento. 

Cultura

Região carente de equipamentos culturais, o Campo Grande ganhou uma nova casa de espetáculos no final do ano passado. Dos mesmos donos do antigo Terra Country, o Terra SP tem programação com grandes nomes do sertanejo, samba, pagode, funk e rap do País. Desde que abriu as portas, em outubro do ano passado, já se apresentaram por lá nomes como Ferrugem, o rapper Djonga, Turma do Pagode, o rei do piseiro João Gomes, Péricles, Art Popular, Belo, MC Cabelinho, entre outros. A casa tem 55 camarotes que comportam, no total, 700 pessoas. 

A zona sul é a “quebrada” de nomes históricos do rap brasileiro, como Mano Brown e Ice Blue, do Racionais MCs, Thaíde e Criolo. Não é por acaso que a Prefeitura tenha instalado a Casa de Cultura Hip Hip Sul no Campo Grande, local próximo ao Capão Redondo, Grajaú e Vila Missionária, bairros onde foram criados os quatro ícones do movimento na cidade. Aberto em 2006, o espaço abriga bailes, saraus, oficinas de arte (música, dança, teatro, artes visuais etc), palestras e ginástica. Ficou sob administração da SubPrefeitura de Santo Amaro até setembro de 2014, quando passou a ser um equipamento gerido pela Secretaria Municipal de Cultura.

Segurança

Com a recente mudança de perfil do bairro, passando de zona industrial para uma região industrial, o Campo Grande viu surgir nos últimos anos novos edifícios e condomínios residenciais. A área que mais tem crescido no perímetro é o Jardim Marajoara, especialmente com a construção de empreendimentos de médio e alto padrão. Mas até o momento o distrito ainda não sofreu os efeitos colaterais de sua nova vocação. 

A área tem registrado poucos furtos e roubos a casas e apartamentos. Segundo levantamento do Estão Imóveis, com base nos dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, de janeiro a junho de 2023 foram registradas 20 ocorrências dessa natureza nos distritos policiais de Santo Amaro e Campo Grande, as duas unidades que atendem a região. Apesar de relativamente baixo se comparado a outras regiões de São Paulo, esse número cresceu em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro semestre de 2022, foram registradas 13 ocorrências dessa natureza, o que deve ligar o sinal de alerta para as autoridades policiais da área. 

Localização

O Campo Grande está localizado na região sul de São Paulo. Faz fronteira com os bairros de Santo Amaro, Americanópolis, Interlagos e Cidade Dutra. Está situado a 18 quilômetros da Praça da Sé; a 21,6 quilômetros do Terminal Rodoviário do Tietê; a 7,5 quilômetros do Aeroporto de Congonhas e a 44,3 quilômetros do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Suas principais vias de acesso e circulação são a Marginal do Rio Pinheiros e as avenidas Washington Luiz, Nossa Senhora do Sabará, Miguel Yunes, Salim Antonio Curiati e Engenheiro Alberto de Zagottis.

Notícias relacionadas

Imagem destacada

Fundos imobiliários têm o pior desempenho do ano em novembro

1 minuto de leitura
Imagem destacada

Platina 220: quanto custa viver no prédio mais alto de São Paulo?

3 minutos de leitura
Imagem destacada

Programa habitacional de São Paulo atrai construtoras e vira exemplo para novo MCMV

5 minutos de leitura
Imagem destacada

Como limpar colchão e outros estofados de maneira caseira?

4 minutos de leitura