BARULHO DO VIZINHO

MAIO 2022

QUAL É  O LIMITE?

Por: Estadão imóveis

1

A Organização Mundial da Saúde considera a poluição sonora um problema de saúde pública desde 2011. Ao lado da poluição do ar e das águas, o excesso sonoro foi considerado como uma das três prioridades ecológicas.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

2

A Agenda 21 Brasileira, que tem entre suas prioridades o fomento às cidades sustentáveis, propõe “implementar campanhas de esclarecimento à população sobre a produção de ruídos, divulgando o valor médio de decibéis toleráveis relativos ao tipo de área e período do dia”.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

3

A poluição sonora já é entendida como um dos maiores problemas ambientais dos grandes centros urbanos e é caracterizada quando o som excessivo altera a condição tolerável de audição e o funcionamento de organismos vivos ao redor.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

4

A Associação Brasileira de Normas Técnicas define como aceitável o ruído de 55dB para o período diurno e 50dB para o noturno, para regiões urbanas com vocação predominantemente residencial.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

5

Para efeito de comparação, um liquidificador emite em média 75dB, uma rua com trânsito intenso produz ruído de 85dB e o choro de um recém-nascido pode chegar ao volume de 100, até 110 decibel. Aos 140dB o volume é considerado ensurdecedor.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

6

Mas a questão do barulho não se restringe ao volume. A informação que um som nos traz aos ouvidos pode ser mais perturbadora do que a intensidade. Ao ouvir o choro de uma criança, por exemplo, a mensagem pode ser entendida como “urgência”.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

7

A boa notícia é que existem metodologias de construção que garantem isolamento e conforto acústico, mesmo que a edificação já esteja pronta. É possível diminuir o tempo de reverberação ainda que o ambiente esteja em uso.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

8

Para isso, é necessária a avaliação de um profissional e que se esteja disposto a encarar uma reforma, que pode não ser básica, já que, atualmente, os materiais leves, como as divisórias de gesso acartonado, têm feito sucesso na construção civil.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

9

Por serem fáceis de lidar e muito rápidas de colocar no lugar, as divisórias são práticas, mas transparentes em termos acústicos e não são capazes de proteger a privacidade e a saúde das pessoas.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

10

A psicoacústica é a ciência que estuda a paisagem acústica, como criar espaços na cidade com conforto, qual ruído é benéfico às pessoas e como se deve tratar a questão da suscetibilidade do ser humano aos diferentes tipos de ruído.

BARULHO DO VIZINHO: QUAL É O LIMITE?

SANTO AMARO: ROTA DO CRESCIMENTO PAULISTANO