Colonizado por alemães, o bairro agora é um caldeirão cultural em uma das regiões mais verdes da cidade

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.

Ao fornecer meus dados, declaro estar de acordo com a Política de Privacidade do Estadão.

Fique tranquilo! Não enviamos spam!