Mais de 3.600 empresas aderiram à primeira edição da Semana do Brasil, programa criado em 2019 pelo governo federal para estimular a economia. É uma tentativa de “aquecer a economia, movimentar o comércio e estimular o turismo interno”, de acordo com texto divulgado pela Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República.

A inspiração vem do varejo norte-americano. No mercado dos Estados Unidos, duas datas aquecem as vendas: a nossa já conhecida Black Friday, que inaugura a temporada de compras para o fim de ano, e o Dia da Independência, 4 de julho, no qual setores da economia preparam promoções com o viés patriótico.

Por aqui, a ideia é criar, entre os dias 6 e 15 de setembro, um ambiente favorável para o comércio: com o apoio institucional de Brasília, as empresas realizam e oferecem ações promocionais ao mercado consumidor. Um dos setores que se mobilizou para atrair clientes é o imobiliário.

Promoções podem impulsionar a venda de apartamentos

Para integrar a Semana do Brasil, empresários se organizaram para fechar uma oferta coletiva: quem comprar um apartamento dentro da promoção ganha um ano de condomínio grátis. “Este projeto é um catalisador para o mercado. Dezenas de empresas do setor entraram na campanha e os plantões deste fim de semana já foram mais cheios que o normal”, relata Basílio Jafet, presidente do Sindicato da Habitação em São Paulo (Secovi SP). Trata-se de mais um estímulo para acelerar a curva de crescimento prevista para a retomada das vendas de unidades no País. Depois de anos de queda, em 2019 a comercialização de imóveis residenciais voltou a crescer.

De acordo com dados divulgados pelo Secovi SP, em julho deste ano 6.319 unidades encontraram novos donos, um número 176% maior que o mesmo mês do ano anterior. Em relação a lançamentos, o desempenho é ainda mais impressionante: são 9.415 novas unidades, 218,8% mais que em 2018. “Setor apresentou resultado muito bom no primeiro semestre. A economia do país dá sinais de retomada da normalidade e o adiamento na compra de um imóvel, que vimos nos últimos anos, provocou um acúmulo para agora”, contextualiza Basílio.

Os números da capital paulista acompanham a tendência nacional. Segundo dados da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), as vendas líquidas em todo País cresceram 9,8% de janeiro a maio de 2019, e os lançamentos, 4,8% no mesmo período. E uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas aponta que o Brasil precisa construir aproximadamente mais 14 milhões de novas moradias até 2025. Ou seja, a compra de um imóvel se apresenta como um investimento sólido.

Além da demanda pelo aumento na oferta de moradias do País, há dois motivos principais para o reaquecimento do setor. Um deles é a queda da taxa básica de juros Selic para 6% ao ano, que puxou para baixo o acréscimo médio dos empréstimos para a compra da casa própria. Segundo o Banco Central (BC), o juro imobiliário ficou em 7,73% ao ano no mês de junho – trata-se da segunda menor taxa na série histórica, mais alta apenas que fevereiro de 2013. “A queda na taxa de juros pode trazer a prestação de um imóvel a um valor até 15% menor”, informa o presidente do Secovi SP.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail as principais notícias e dicas.
Fique tranquilo, não enviamos SPAM.
Quero me cadastrar para receber informações relevantes por e-mail. Fique tranquilo, não fazemos SPAM.
Também no primeiro semestre de 2019, cresceu a liberação de crédito imobiliário, impulsionada pela retomada dos financiamentos da Caixa Econômica Federal. A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) informa que os financiamentos somaram R$ 33,7 bilhões nos primeiros seis meses do ano, alta de 33% em relação ao mesmo período de 2018, e que o montante deve totalizar R$ 132 bilhões anual.

Encontre seu apartamento na Semana do Brasil

A construtora e incorporadora Kallas acompanha o crescimento do setor imobiliário e inclui sete de seus novos empreendimentos na promoção da Semana do Brasil. Os apartamentos oferecidos pela Kallas com um ano de condomínio grátis estão localizados na cidade de São Paulo. Conheça a seguir os empreendimentos, suas condições e sua localização:

LE HAVRE
87 A 153M² – 3 DORMS.
AV. MOFARREJ, 706 – VILA LEOPOLDINA
https://www.kallasnet.com.br/empreendimentos/lehavre

LODZ
61M² – 2 DORMS.
AV. MOFARREJ, 710 – VILA LEOPOLDINA
https://www.kallasnet.com.br/empreendimentos/lodz

HIGH PARK ACLIMAÇÃO
254 A 324M² – 4 DORMS.
AVENIDA ENGENHEIRO LUÍS GOMES CARDIM SANGIRARDI, 261
https://www.kallasnet.com.br/empreendimentos/highparkaclimacao

BLEND VILA MARIANA
108M² – 3 DORMS.
RUA CORREIA DE LEMOS, 756
https://www.kallasnet.com.br/empreendimentos/blendvilamariana

TEMPUS MOEMA
52 A 120M² – 2 A 3 DORMS.
AV. DOS CARINÁS, 156
https://www.kallasnet.com.br/empreendimentos/tempus-moema

MARINE HOME & SEA
72 A 137M² – 2 A 3 DORMS.
RUA ALAMIR MARTINS, 28
https://www.kallasnet.com.br/empreendimentos/marinehomeesea

MIRANTE 360
48 A 106M² – 1 A 3 DORMS.
RUA RIO GRANDE DO SUL, 7
https://www.kallasnet.com.br/empreendimentos/mirante360