Comprar um imóvel é um investimento alto, que só deve ser feito uma vez que se está seguro da decisão. Quando se trata de uma casa ou apartamento usado a compra pede ainda mais prudência. Seguir alguns passos ajuda a não cair em problemas:

Primeiro passo: analise o estado de conservação do imóvel

Um imóvel usado exige a verificação de todas as condições de infraestrutura do local, antes de comprar. É preciso checar se não há infiltrações, desníveis de piso, goteiras e rachaduras, por exemplo.

Torneiras, chuveiros e tomadas também devem ser verificados. No caso de apartamentos, convém checar as condições do condomínio também. Prefira fazer a vistoria no imóvel durante o dia.

Segundo passo: de olho na documentação

Antes de assinar o contrato de compra, solicite a matrícula atualizada no cartório em que o registro do imóvel foi feito, que funciona como uma espécie de histórico da propriedade. O documento mostra se a casa ou apartamento está quitado, de fato.

Além da matrícula, é preciso pedir uma certidão negativa de tributos, para checar se o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) está em dia. A certidão também indica se a área construída no terreno corresponde ao que foi declarado ao município.

Terceiro passo: não avalie apenas o apartamento


Em caso de imóveis em condomínios, verifique com o síndico ou com a administradora a existência de débitos de mensalidades ou multas. Lembre-se: ao adquirir a propriedade, você assumirá a responsabilidade por todas as dívidas, inclusive as anteriores à compra.

Se possível, pesquise a situação do vendedor e do condomínio nos sites do Tribunal de Justiça, do Tribunal Regional do Trabalho e da Justiça Federal.